Campanha contra o abuso e à exploração sexual infanto-juvenil usa a internet para mobilizar a sociedade


Nesta sexta-feira, 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Para sensibilizar a sociedade e o governo em relação à violência sexual praticada contra crianças e adolescente, aFundação Telefônica | Vivo lançou a nova fase da campanha do Projeto Ação Proteção, desenvolvido em parceria com o Ministério Público do Estado de São Paulo e a Childhood Brasil.
O Projeto Ação Proteção completa três anos em 2012 e busca o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. As ações são desenvolvidas em 30 cidades de São Paulo, onde redes de pessoas trabalham com atendimento de crianças e adolescentes. Foram mobilizados representantes do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, como conselhos tutelares, conselhos de direitos, secretarias de assistência social, educação, saúde e cultura, entre outros.
Em sua nova fase, a campanha conta com o poder da internet para divulgar as ações de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Através da hashtag #redeacaoprotecao, o projeto quer mobilizar os usuários da rede social Twitter para disseminarem o tema e incentivarem pessoas a denunciar o abuso e à exploração sexual infanto-juvenil. Utilizando a hashtag #redeacaoprotecao, os internautas também podem divulgar que as denúncias podem ser feitas pelo número 100 ou no Conselho Tutelar da sua cidade.
Visite o site do Ação Proteção, confira mais informações e assine a campanha contra o abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Por que 18 de maio?
O dia 18 de maio tem importância histórica porque relembra um caso de impunidade e violência sexual de uma criança, ocorrido em Vitória, em 1973. Devido à indignação da sociedade brasileira para casos desse tipo, um movimento de apoio foi organizado anos depois, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. Foi nesse encontro que surgiu a ideia de criação do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil. O projeto foi sancionado em maio de 2000.
* Por Adriano Lemes
Equipe Brasil Escola


←  Anterior Proxima  → Página inicial